«

»

abr 13 2015

Levy Gasparian realizada dia 05 de maio sua Conferência de Educação

O governo de Comendador Levy Gasparian, através da Secretaria de Educação, convida a população gaspariense, principalmente profissionais da área, para a Conferência Municipal de Educação que acontecerá no dia 05 de maio (terça-feira), as 14 horas, no auditório do Ciep Municipalizado Padre Joaquim Chaves de Figueiredo.

Também estão convidados a participarem, gestores, sociedade civil, comunidade escolar, além de profissionais e usuários das demais áreas, como da assistência social, saúde, cultura e meio ambiente, por exemplo, já que as políticas educacionais ocorrem em interação com as demais políticas do município.

O objetivo da conferência é apresentar e aprovar o Plano Municipal de Educação, elaborado durante a realização de fóruns e que traçam metas e estratégias para o município a fim de alcançar os prazos estabelecidos pelo Plano Nacional de Educação (PNE).

Metas estruturantes para a garantia do direito à educação básica com qualidade: acesso à universalização da alfabetização e a ampliação da escolaridade e das oportunidades educacionais; de redução das desigualdades e à valorização da diversidade; valorização dos profissionais da educação; universalizar, até 2016, a educação infantil na pré-escola para as crianças de 4 (quatro) a 5 (cinco) anos de idade e ampliar a oferta de educação infantil em creches, de forma a atender, no mínimo, 50% (cinquenta por cento) das crianças de até 3 (três) anos até o final da vigência deste PNE.; universalizar o ensino fundamental de 9 (nove) anos para toda a população de 6 (seis) a 14 (quatorze) anos e garantir que pelo menos 95% (noventa e cinco por cento) dos alunos concluam essa etapa na idade recomendada, até o último ano de vigência deste PNE; universalizar, até 2016, o atendimento escolar para toda a população de 15 (quinze) a 17 (dezessete) anos e elevar, até o final do período de vigência deste PNE, a taxa líquida de matrículas no ensino médio para 85% (oitenta e cinco por cento); universalizar, para a população de 4 (quatro) a 17 (dezessete) anos com deficiência, transtornos globais do desenvolvimento e altas habilidades ou superdotação, o acesso à educação básica e ao atendimento educacional especializado, preferencialmente na rede regular de ensino, com a garantia de sistema educacional inclusivo, de salas de recursos multifuncionais, classes, escolas ou serviços especializados, públicos ou conveniados; alfabetizar todas as crianças, no máximo, até o final do 3º (terceiro) ano do ensino fundamental; oferecer educação em tempo integral em, no mínimo, 50% (cinquenta por cento) das escolas públicas, de forma a atender, pelo menos, 25% (vinte e cinco por cento) dos(as) alunos(as) da educação básica eoferecer, no mínimo, 25% (vinte e cinco por cento) das matrículas de educação de jovens e adultos, nos ensinos fundamental e médio, na forma integrada à educação profissional, são algumas das metas propostas e que estarão sendo discutidas durante a Conferência.