«

»

jun 03 2009

Sub-Secretário de Habitação vem a Levy para anunciar construção de 200 Casas Populares

200casas-1Atendendo a sugestão do Secretário de Estado da Habitação do Rio de Janeiro, Leonardo Picciani, o Prefeito de Comendador Levy Gasparian, Cláudio Mannarino, acompanhado do ex-presidente da Câmara, Vereador Leonardo Barbosa, foram recebidos na última terça-feira (dia 2) pelo Sub-Secretário da SEH (Secretaria de Habitação), Engenheiro Reginaldo Balieiro e pelo assessor da Secretaria, o Arquiteto Rogério Leães. Em atenção a orientação do Secretário, Balieiro explicou ao Prefeito o funcionamento do Programa “Minha Casa, Minha Vida”, que prevê ainda para este ano a construção de mais de 1 milhão de moradias em todo o Brasil, voltadas para famílias com renda de até 03 salários mínimos, numa parceria entre os estados, os municípios e a iniciativa privada. Para Levy Gasparian podem ser destinadas aproximadamente 200 casas, segundo disse o próprio Secretário Leonardo Picciani, em recente encontro com Mannarino.
Originalmente o Programa é uma iniciativa pessoal do Presidente da República, Luiz Inácio Lula da Silva, com recursos do PAC e da Caixa Econômica Federal.
Entusiasmado com a possibilidade de vir a zerar o déficit habitacional no município, que gira em torno de 350 moradias, segundo estimativas oficiais, o Prefeito comentou que “além de proporcionar a realização do sonho da casa própria, a chegada do Programa, vai impulsionar a economia local, gerando novos empregos e trazendo reflexos positivos para toda a região”.
Coincidentemente, a opinião de Mannarino é semelhante a do Presidente Lula ao lançar o Projeto, sob a afirmação de que “Enquanto muitos países diminuem os investimentos por conta da crise financeira internacional, o Brasil gera novas oportunidades de desenvolvimento para que a roda da economia continue a girar”.
Por outro lado, está prevista a construção de um Conjunto Habitacional contendo 360 apartamentos, através de Convênio entre a Prefeitura e a iniciativa privada. Esse empreendimento está em fase de Processo Licitatório e deve ser iniciado nos próximos meses, em terreno existente em frente a prefeitura.
Ao fim do encontro, realizado na sede da secretaria no centro do Rio, ficou definido que para iniciar os trabalhos e agilizar a implantação do “Minha Casa, Minha Vida”, e consequentemente, possibilitar o início das obras, o Sub-Secretário Balieiro, confirmou que fará uma visita técnica ainda para Neste mês de junho, com toda a equipe da SEH presente a Levy Gasparian, com intuito de visualizar os terrenos disponíveis e as outras áreas existentes para a construção dos imóveis.
Segundo o Governo Federal, a demanda é apresentada, obrigatoriamente pelos Estados e Municípios, com prioridade para as famílias com portadores de deficiência ou idosos. Além disso, o Registro do Imóvel – preferencialmente, deve ficar em nome da mulher, que será a responsável pelo pagamento da prestação, que é simbólica, com valores a partir de R$ 50,00, podendo alcançar no máximo, 10% da renda familiar. As residências têm cerca de 42 metros quadrados. IMPRENSA PMCLG.