«

»

ago 30 2013

Prática adotada em Levy Gasparian vira projeto de lei na Alerj

Pratica adotada em Levy Gasparian vira projeto de lei na AlerjEnquanto em Comendador Levy Gasparian, os pacientes atendidos pelo Sistema Único de Saúde, dispõe desde 2009 de transporte de qualidade, inclusive com lanche balanceado no caso de exames,  consultas e procedimentos diversos em outros municípios, a Assembléia Legislativa do Rio de Janeiro (Alerj) acaba de aprovar o projeto de lei 301-A/11, que autoriza o Poder Executivo a fornecer transporte a pacientes do SUS que precisem se deslocar da cidade de origem para fazer tratamentos médicos.

Em Levy Gasparian, 11 veículos, sendo 4 carros de passeio, 1 kombi, 2 vans e 4 ambulâncias, fazem diariamente o transporte de pacientes para as mais diversas localidades como Vassouras, Valença, Niterói, Nova Iguaçu e Rio de Janeiro, entre outras, levando moradores do município para atendimentos em clínicas e hospitais de referência.

Contudo, a frota as vezes não comporta a demanda, já tendo sido necessário o aluguel de ônibus para efetuar o transporte desses pacientes que tem ainda o conforto de aguardarem o transporte em suas casas.

Mas porque tantas pessoas são atendidas fora do município? Apesar dos inúmeros investimentos feitos pela atual administração de Comendador Levy Gasparian, como a construção da Policlínica, do PSF Fábrica, da reforma dos PSFs de Afonso Arinos, Mont´Serrat, do PSF Fonseca Almeida (que vem a ser modelo em toda a região, sendo inclusive considerado pelo Secretário de Estado de Saúde Sérgio Côrtes, um dos melhores do país), da implantação da Sala de Revitalização na Clínica do Centro, o município carece de procedimentos na área, buscando parcerias para atender a população local com a maior presteza, agilidade e qualidade possíveis.

Não podemos deixar de citar a parceria com a Acispes (Agência de Cooperação Intermunicipal em Saúde Pé da Serra), mais um importante parceiro do governo gaspariense que colocaram a saúde de Comendador Levy Gasparian como uma das 50 melhores do pais.

Voltando ao projeto de Lei 301-A/11, ele é de autoria da deputada Myrian Rios e autoriza, além do transporte, o fornecimento de hospedagem e alimentação num conjunto denominado Política Estadual de Apoio ao Tratamento Fora do Domicílio, que se sancionado, será custeado em parceria entre os governos Federal, Estadual e Municipais.