«

»

fev 27 2009

CAPS realizou quase 300 atendimentos no primeiro mês de 2009

Ao assumir a administração de Comendador Levy Gasparian, o Prefeito Cláudio Mannarino ficou impressionado com o estado de abandono em que se encontrava o CAPS (Centro de Atenção Psicossocial), determinando imediatamente ao Secretário de Saúde, Adriano Vasconcelos, que empreendesse todos os esforços necessários para a melhoria do atendimento prestado na unidade.
Entre outras medidas, a Secretaria de Saúde está providenciando uma nova área para o atendimento dos pacientes de Álcool e Drogas, a fim de evitar que esses sejam atendidos no mesmo local que os pacientes de doença mental. Inicialmente, a idéia é transferir o atendimento de álcool e drogas para um posto que funcionará junto ao PSF do Fonseca Almeida, próximo a unidade do CAPS.
Vasconcelos salientou que tal medida é necessária a fim de garantir o atendimento almejado pelo chefe do executivo gaspariense, uma vez que a área utilizada pelo Centro de Atenção Psicossocial, é pequena e inapropriada para a manutenção de todos os atendimentos realizados no local atualmente.
No primeiro mês de 2009, o CAPS efetuou 296 atendimentos, sendo 150 ambulatoriais nas áreas de Psiquiatria, Psicologia, Fonoaudiologia, Terapia Ocupacional e Assistência Social.
Aliado ao atendimento ambulatorial, o Centro de Atenção Psicossocial atua ainda com grupos de Acolhimento, de Recepção, Mulheres, Orientação a Pais e de Crianças, que participam de diversas oficinas e atividades como artes, alfabetização, higiene, cidadania, história, música, além dos Grupos de Bom Dia, Assembléia e Operativo, Lazer Assistido e Oficinas de Rua. E não para por ai: a equipe do CAPS realiza visitas domiciliares e hospitalares, promovendo reuniões mensais onde são discutidos assuntos administrativos e casos clínicos.
Como nos demais setores da saúde gaspariense, a idéia do prefeito Cláudio Mannarino é garantir, também no CAPS, maior qualidade e humanização dos serviços prestados.